sábado, 21 de agosto de 2010

Essência ou aparência?

 

“Pois qual é maior: quem está a mesa ou quem serve? Porventura, não é quem está a mesa? Pois, no meio de vós, eu [Jesus] sou como quem serve.” Lc. 22.27

Hoje na grande maioria do povo que se autodenomina evangélico existe uma inversão de valores que aos poucos vai acabando com as características primordiais da igreja.

Observamos hoje que muitos não tem mais disposição para buscar à face de Deus e Sua  Palavra, não há em nós aquela coragem e vontade de brigar e enfrentar o que quer que seja para proclamar a Palavra de Deus, hoje o povo especialmente no Brasil se encontra um tanto acomodado.

Já que a maioria não sofre perseguição religiosa direta, se acomoda e se acostuma a ser “evangélico”, assim perde o foco de coisas que são realmente importantes como evangelização, intercessão, santidade e etc,  focando em coisas fúteis que não levam ninguém para o céu e não permitem um relacionamento íntimo com Deus.

Hoje o povo está mais disposto a brigar e correr atrás de coisas inúteis do que a buscar uma alma para aceitar Jesus. Algumas de nossas igrejas fazem encontros que mais parecem o São Paulo Fashion Week, vestem se exteriormente, porém esquecem do revestimento espiritual, acham que ser revestido com o Espirito Santo é derramar meia dúzia de lagrimas ou dar uns gritinhos na hora do “poder”.

Esquecem-se que ser revestido é ser cheio, é  agir refletindo o modo e a santidade de Jesus não somente na semana do Fashion Week mas por toda vida.

“Repleplé”, gritinhos e choros emocionais sem uma vida regrada e santa diante da presença de Deus não adiantam nada, porque depois o sentimento de vazio sempre retorna, e isso acontece porque o coração da pessoa não se dispõs devidamente para receber a presença de Deus.

Vida de oração então não faz parte, oramos claro que oramos, mas não com entendimento, ora-se aquela oração repetida todos os dias apresentando a Deus os problemas e tal, bate-se cartão na oração, mas não se entrega a ela do modo como  Deus deseja.

Sermos moldado por Deus? A gente gosta de cantar isso em nossos louvores porque ficamos com cara de piedade, mas ao mesmo tempo negamos a mesma pois não nos dispomos a pagar o preço por isso.Será que sabemos o que realmente isso implica ? ser moldado?!

Existem pessoas em nosso meio que desconhecem o significado das Palavras: renuncia, humildade, amor ao próximo e etc… esquecem se que são servos. Uns se portam como senhores como se tivessem o rei na barriga, acham que podem enganar a Deus, vestindo uma “capa” de santidade que esconde por baixo todo orgulho e desprezo pelas coisas de  Deus, e por seus filhos.

Falar que se é “evangélico”, que se é adorador, que se é crente é fácil portar-se como tal e imprimir essas características  no estilo de vida já é mais difícil.

Como podem se autodenominar cristão? Se desejam o mal de seu irmão, se se julgam maiores e melhores que os outros, se por qualquer coisinha abrem o berreiro como criancinhas mimadas que não sabem ouvir “não” e só são acostumadas a tomar leite e quando lhes é dada uma comida mais forte rejeitam?

Assim são os cristão que vivem em uma redoma de vidro achando que o evangelho pode ser manipulado por suas características pessoais, rudimentos da velha pessoa. Deus fica de fora só observando, alguns acham que Ele não vê tudo, mas Ele vê, como é misericordioso espera que alguns abram os olhos e comecem a pautar sua conduta na Palavra dEle.

Mas ao mesmo tempo que Deus é misericórdia, Deus é justiça e não se deixa escarnecer. A coisa com Deus é mais seria do que alguns julgam ser, não se deixe ser pego de surpresa no dia de sua vinda, Jesus pode voltar agora para buscar você e o que você tem preparado? Orgulho, mesquinhez, inveja, dissensões essas coisas não entram no céu, então porque não deixar isso de lado, parar de ser hipócrita como se fosse a pessoa mais santa da face da terra e reconhecer o pecado, a sujeira das vestes e pedir a Deus misericórdia.

Afinal  quando Jesus voltar se não estivermos preparados e não tivermos retirado estas máscaras de nossos rostos correremos o risco de ouvir o que Ele disse as cinco virgens imprudentes: “ Em verdade vos digo que não vos conheço” Mt 25.12.

678-1245375125qsby

Um comentário:

  1. Oi manaperse, graça e paz, sempre!

    Passei por aqui para conhecer seu blog.
    Estou seguindo.
    Ficaria muito feliz em me seguir lá.

    Abraço em Cristo,

    Sandro
    http://oreinoemnos.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário,
Deus te abençoe, estarei orando por sua vida !