quinta-feira, 24 de junho de 2010

Se queremos usar roupa nova por que não tomamos banho?

Pense numa roupa bem bonita que você deseja ter não importa o preço. Já pensou agora pense em você andando na rua em dia de chuva sem guarda chuva passando perto de uma poça de água cheia de lama e de sujeira de esgoto aberto e bem na hora que você vai passar um ônibus passa e toda sujeira cai sobre você.

O que você faz? Você chega em casa vai direto para o quarto, não se enxuga, não toma banho abre o guarda roupa e pega a roupa mais bonita e chique que você tiver e veste. É isso que você faz?

Possivelmente não, não é. Mas porque então desejamos fazer isso em nossa vida espiritual ??

Como assim??? você pode estar pensando. Mas nós agora estamos com a mania de que “Deus tem o melhor para mim”, “ Sou verdadeiro adorador”, “sou mais humilde que João Batista e Maria juntos” e etc.. Ficamos com uma aparência falsa de humildade e reverência e esquecemos de nos lavarmos para estar diante da presença do Todo-Poderoso.

Do que me adianta dizer: “Deus é fiel”, “Deus tem o Melhor para mim” se estou sujo com o pecado e ainda guardo atitudes e comportamentos do velho homem.

Verdadeiro adorador?! Será?! já que somos verdadeiros adoradores, porque temos que ficar repetindo isso quase toda hora, gritando aos quatro ventos, quando a Palavra de Deus diz: “Pois todo o que se exalta será humilhado; e o que se humilha será exaltado.” Lucas 14:11.

Afinal, quem saiu justificado O Fariseu ou o Publicano em Lucas 18:9-14?! Aquele que se auto denominava : “verdadeiro adorador”, “sub-anjo” (só faltando ter asas para voar), “justo”, “piedoso”, “servo “( só se for do próprio umbigo) e etc.

Ou aquele que reconheceu que era pecador, injusto, sujo e que só a misericórdia de Deus poderia o lavar , tendo real temor de Deus se julgando indigno de levantar os olhos para os céus??

Ninguém deita remendo de pano novo em veste velha, porque semelhante remendo rompe a veste, e faz-se maior a rotura”. Mateus 9.16.

Não da para querer coisas novas de Deus se não vestirmos realmente vestes limpas de santidade, humildade e amor. Para lavarmos nossa roupa do dia-a-dia existe todo um processo, pega sabão esfrega, coloca-se de molho, bota na máquina, coloca água morna, coloca amaciante, enxágua, centrifuga, torce e bota no varal.

Nossa vida espiritual também é semelhante pois para nos mantermos limpos devemos imprimir em nossa vida um esforço diário procurando ficar o mais limpo possível, mas ainda assim sempre fica uma “manchinha” que só pode ser tirada por Deus para que nós mesmos não nos exaltemos. Como diz em Romanos 12:2 : “ E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.

O problema é que muitos não querem experimentar a vontade de Deus, mas vivem como “senhores” de sua própria vida se vestindo com uma aparência de santidade e falsa devoção a Deus, mas eu vos alerto ninguém engana a Deus.

Então a partir disso podemos aprender que : Transformação - implica atitude dinâmica e diária. Renovação - implica avanço, esforço rumo a melhora. E experimentar a vontade de Deus que é boa, perfeita e agradável é o resultado de nos colocarmos como servos que buscam o aprimoramento espiritual dia apos dia em suas atitudes e não somente da boca para fora.

Somos nós que temos que influenciar o mundo e não o mundo que tem que nos influenciar, se eles se adornam de riquezas e belezas, sujos e imundos com o pecado, nós não podemos fazer isso, devemos buscar a cada dia diminuir a nos mesmos, sermos melhores servos e assim influenciarmos pessoas a buscarem a verdadeira alegria que vem do servir a Deus a despeito daquilo que Ele nós dá. Pois estamos neste mundo é para ganharmos almas para o Senhor, Não é?!?!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário,
Deus te abençoe, estarei orando por sua vida !