sexta-feira, 22 de maio de 2009

Receber é melhor do que doar!.... Ah???

Em Atos 20 versículo 35 na última parte está escrito: “Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber.”, este é um dos versículos que temos ouvido em nossas igrejas e até fora delas, pois nos fala como é bom dar assistência ao próximo, seja a intercessão por alguém, atenção, ajuda financeira, ajuda espiritual entre outros.

Porém se analisarmos a postura da maioria das pessoas que recitam este versículo sem atentar para suas particularidades poderemos perceber que na maioria das vezes nos sentimos confortáveis na posição de quem recebe e não na de quem dá.

Sentimos-nos felizes quando alguém nos doa seu tempo, sua atenção, nos oferece seu ombro, chora conosco, intercede por nós e nos oferece qualquer tipo de ajuda.

Receber é bom faz bem para o ego, nos sentimos confortáveis nesta posição. Receber algo de alguém implica que alguém se lembrou de nós, que alguém pensou em nós, que foi gasto tempo conosco, ah que maravilha, não é!?!

Muitas vezes, porém, quem nos dá algo de que tanto necessitamos muitas vezes não é visto nem lembrado, muitas vezes a pessoa dá e fica sem, e ai?! É difícil não é, se Deus manda você dar ao profeta o último prato de comida da qual depende sua sobrevivência e de sua família, eu te pergunto é fácil ?! Não, não é.

Dar requer desprendimento de nossas próprias necessidades visando as necessidades do outro.

Quem dá coloca-se em segundo plano, quem recebe é posto em primeiro plano.
Somos homens, nossa natureza humana tem certa tendência a querer se colocar e ser colocada em primeiro plano, por isso nos sentimos confortáveis quando recebemos algo.

Mas lembre-se, “...Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber.”; será que temos cumprido isto?!?, será que temos levado ao outro o amor de Deus?, temos dado ao faminto e sedento Palavra de vida eterna?, temos mostrado aos que estão em trevas a preciosa luz de Cristo?, temos ofertado nossas intercessões por missões, por almas, por crescimento da obra de Deus?

Nossas orações costumam ser: “Senhor dá-me...”, “Senhor abençoa-me...”, “Senhor abre a porta...”, “Senhor socorre-me...”

Porém hoje ainda temos uma oportunidade de mudarmos nossa postura e incluir em nossas orações verbalizações como :” Senhor o que Tú queres que eu faça em favor do meu próximo? “, “Senhor socorre o meu irmão...”, “Senhor ajuda meu irmão...abençoa as almas...”.

Nos coloquemos pois em segundo plano e sejamos instrumentos que recebem sim bênçãos e dádivas de Deus, mas que também permitem ser usados para abençoar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário,
Deus te abençoe, estarei orando por sua vida !