terça-feira, 4 de março de 2014

Conselhos de Salmos : 2 – Do Senhor vem o livramento

 

Resumindo o contexto de Salmos 3 podemos dizer que se trata de um Salmo escrito por Davi que fugia da perseguição de seu prórpio filho Absalão e aliados, pois este queria matar-lhe e tomar-lhe o trono.

red-rose-331279048760jPY0[1]

Senhor, muitos são os meus adversários! Muitos se rebelam contra mim!
São muitos os que dizem a meu respeito: "Deus nunca o salvará! " Pausa
Mas tu, Senhor, és o escudo que me protege;
és a minha glória e me fazes andar de cabeça erguida.
Ao Senhor clamo em alta voz, e do seu santo monte ele me responde. Pausa
Eu me deito e durmo, e torno a acordar, porque é o Senhor que me sustém.
Não me assustam os milhares que me cercam.
Levanta-te, Senhor! Salva-me, Deus meu! Quebra o queixo de todos os meus inimigos; arrebenta os dentes dos ímpios.
Do Senhor vem o livramento. A tua bênção está sobre o teu povo. Pausa
Salmos 3:1-8

 

1) Senhor, muitos são os meus adversários! Muitos se rebelam contra mim!” - Todos passam por momentos de aflição. Davi era o homem segundo o coração de Deus e no verso 1 podemos ver que ele exclama a Deus que muitos eram os seus adversários. Muitas vezes nos sentimos assim cercados por todos os lados e não enxergamos nenhuma saída. Se coloque no lugar de Davi ser perseguido pelo próprio filho, quantos de nós não somos perseguidos em nossa propria familia, trabalho e igreja? , quantos de nós não compartilhamos os mesmos sentimentos de Davi.

2) São muitos os que dizem a meu respeito: “Deus nunca o salvará!” O que nunca falta quando enfrentamos qualquer adversidade é o chamado “time do contra”, aqueles que sempre tem uma palavra de desanimo para nos dar, eles sabem que estamos no meio de uma batalha dura, lutando com dificuldades e muitas vezes até feridos e ao invés de nos dar uma palavra de animo, não, eles vem e ainda zombam de nossa fé, como zombaram aqui da fé de Davi. Desacreditam do Deus que servimos, só que eles não sabem que quer Deus nos livre ou não nos livre da fornalha ardente nós não deixaremos de ama-Lo porque nosso amor não está baseado naquilo que o Senhor nos dá, nossos olhos não estão em Suas mãos, mas sim em seu coração porque Ele nos amou primeiro e isso ninguém tira de nós.

3) “Mas tu, Senhor, és o escudo que me protege; és a minha glória e me fazes andar de cabeça erguida.” – Devemos fazer como Davi confiarmos em Deus em toda e qualquer circunstancia. Devemos viver aquilo que professamos, ou seja, nossa fé. É muito fácil quando cantamos louvores falando que iremos crer em qualquer circunstancias e tal, ser crente dentro da igreja é comodo, é até bonito. Mas, é quando saimos no campo de batalha que nossa fé deve vir a tona, e devemos agir e crer mesmo sem ver sinal nenhum de milagre. Andar de cabeça erguida aqui é andar de modo que a nossa fé em Cristo se reflita em nossa atitudes como soldados de Deus.

4)  “Ao Senhor clamo em alta voz, e do seu santo monte ele me responde. Pausa. Eu me deito e durmo, e torno a acordar, porque é o Senhor que me sustém. Não me assustam os milhares que me cercam.” – Nestes versos aprendemos que a melhor saida quando estamos no meio da batalha é buscar ao Senhor, é estar aos pés do Senhor porque é prostrados aos pés do Senhor que estamos protegidos contra os dardos inflamados do maligno. Nossa confiança em Deus deve ir a tal ponto que não somos pertubados com o que nos cerca, somos capazes de deitar e dormir tranquilos sabendo e confiando que o Senhor nos sustém, sua graça nos mantém, e por confiarmos em Deus e sabermos quão grande é a sua grandeza e poderio, as lutas a nossa volta não nos assustam, porque Deus é infinitamente mais poderoso e mais forte do que qualquer inimigo que venha nos afrontar.

5) “Levanta-te, Senhor! Salva-me, Deus meu! Quebra o queixo de todos os meus inimigos; arrebenta os dentes dos ímpios. Do Senhor vem o livramento. A tua bênção está sobre o teu povo. Pausa.” – Davi aqui se coloca ao pés do Senhor e clama por sua ajuda. Coloca diante de Deus todo o seu sentimento em relação ao inimigo. É isso que devemos fazer, muitas vezes abrimos nossos corações para tantas pessoas e esquecemos de abri-lo justamente para Deus. Devemos crer que é do Senhor que virá o nosso livramento, não do homem, não da nossa força, não de qualquer outra coisa ou circustancia, o nosso livramento virá do Senhor, independente de quando aconteça esse livramento, se hoje, se daqui alguns anos, se no arrebatamento, nós não deixaremos de crer que a benção do Senhor independente das circunstancias que enfrentamos, está sempre sobre nós seus filhos.

Obs.: Quer saber mais sobre o levante de Absalão contra Davi leia 2 Samuel 15-18.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário,
Deus te abençoe, estarei orando por sua vida !